Eventos

Mestrado Comunicação, Arte e Cultura

Uma formação multidisciplinar na Comunicação, na Arte e na Cultura

Visita ao Teatro Circo

Adriano Ferreira Borges A 16 de abril de 2018, a turma da edição 2017-2019 do MCAC, esteve à conversa com o diretor artístico Paulo Brandão e a responsável pela comunicação Luciana Queirós da Silva do Teatro Circo. Foi mais uma sessão do Ciclo de Sessões com a participação de profissionais com currículo relevante na área da cultura, que ocorreu desta feita no âmbito da visita a este reconhecido equipamento cultural da cidade de Braga. Adriano Ferreira Borges

Escola de Primavera (2018-2019)

Organizada anualmente pela Comissão Diretiva do mestrado, para estudantes e docentes do curso, a Escola de Primavera ocorreu em Melgaço, entre os dias 4 e 5 de maio de 2019.

VII Jornadas MCAC

Organizada pela Comissão Diretiva do Mestrado, esta atividade do mestrado visa a partilha de experiências e percursos nos projetos de investigação e de intervenção entre estudantes e para estudantes. Na edição deste ano (2019-2020), realizada no dia 14 de janeiro, na sala de Atos do ICS, contámos com a participação de quatro estudantes que apresentaram e discutiram os seus projetos ou os resultados dos mesmos.

DCC n’ “o CINANIMA vai às Universidades”

O DCC, no quadro da Universidade do Minho, associa-se, pela primeira vez, ao CINANIMA – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho. O CINANIMA apresenta, em outubro, em dez Universidades Portuguesas, aproximadamente 60 filmes de animação de autor. O ciclo denominado “O CINANIMA VAI ÀS UNIVERSIDADES” decorre durante outubro e é gratuito para a comunidade académica e público em geral. O DCC exibe duas das quatro sessões dedicadas à UMinho, apresentando um olhar sobre a programação extra-competição deste ano do CINANIMA: 16.Out // 16:30h. OLHARES SOBRE O ENSINO DA ANIMAÇÃO NA EUROPA: FACULDADE DE BELAS ARTES DA UNIVERSIDADE DE ZAGREB 30.Out // 16:30h. ANIMAÇÃO PORTUGUESA REVISITADA + Debate, com Marta Madureira (Ilustradora, Diretora do Mestrado em Ilustração e Animação do IPCA). As sessões têm lugar no Laboratório de Imagem 0.08 (ICS – Edif. 15). A entrada é livre. Criado em 2013, o Pré-Festival permite levar o CINANIMA às Universidades, exibindo sessões totalmente distintas. O Festival está já na sua 43.ª Edição e irá decorrer de 11 a 17 de Novembro, em vários espaços culturais do concelho de Espinho. As parcerias CINANIMA têm, continuamente, elevado o evento e permitem uma adesão muito económica ao Festival de várias comunidades, quer locais e regionais, quer internacionais: os visitantes podem, por exemplo, usufruir de viagens CP por apenas 2€ nas linhas Braga, Porto e Aveiro, apresentando um voucher que será estrategicamente distribuído por universidades e escolas. Para mais informações sobre o CINANIMA, pf. visitar o site “cinanima.pt”, ou pela página no Facebook.

A Library Music em Criações Audiovisuais

Actualmente, o que é internacionalmente conhecido por library music é ouvido em inúmeros filmes, desde telejornais e documentários a vídeos de youtube e pornografia. Os sites que comercializam esta música categorizam-na segundo géneros, instrumentação, emoção e ambiente, e a sua produção está estreitamente relacionada com a procura e tendências das indústrias audiovisuais. Uma exploração dos sites mais utilizados revela o modo como a library music reflecte (e reforça) convenções musicais do cinema e televisão, algo que contribui para a sua depreciação e reputação de música estereotipada e “enlatada”.

A Lã e a Neve

No dia 28 de novembro de 2013, estivemos à conversa com a coreógrafa Madalena Victorino, na Caixa Negra da Fábrica Asa, em Guimarães, em mais uma sessão do Ciclo de Percursos Profissionais na Área da Cultura, organizada pelo Mestrado de Comunicação, Arte e Cultura.  Nessa ocasião, tivemos a oportunidade de assistir aos ensaios do espetáculo de dança contemporânea “A lã e a neve”.

Mulleres da Raia

A 9 de abril de 2013, ocorreu mais uma sessão do Ciclo Percursos Profissionais na Área da Cultura, organizada pelo MCAC, desta feita com a realizadora Marta Gonçalves. Marta Gonçalves mostrou-nos o seu muito premiado documentário “Mulleres da Raia”, um documentário sobre as mulheres que trabalharam, no Minho e na Galiza, no contrabando, e falou connosco numa conversa animada sobre o seu trabalho e percurso profissional.

Labirinto de Amor e Morte

A 8 de maio de 2013, assistimos ao monólogo Labirinto de Amor e Morte, representado por Marta Carvalho. Marta Carvalho, actriz de teatro associada ao projecto Fafe, Cidade das Artes, era então estudante do curso de mestrado em Comunicação, Arte e Cultura. A nossa estudante teve a gentileza de o representar no Simpósio Olhares sobre o Teatro, na Universidade do Minho.